Palestras e mesa redonda marcam Dia do Engenheiro Químico

O Dia do Engenheiro Químico foi comemorado com palestras e mesa redonda no auditório da Faculdade Municipal “Professor Franco Montoro” na noite de sexta-feira, dia 20.

A iniciativa da coordenadoria do curso de Engenharia Química contou com a participação de alunos e professores.

A diretora acadêmica da “Franco Montoro”, Renata Mauri, fez a abertura e cumprimentou a todos pela data.

Ela lembrou que o sueco Albert Nobel, inventor da dinamite e criador do Prêmio Nobel, é considerado o “”pai da Engenharia Química”.

O diretor de Marketing da EMS Farmacêutica, Carlos Nahum, apresentou a palestra “Empreendedorismo, motivação e área de pesquisa na EMS”.

Ele é formado em Ciências Matemáticas, pós-graduado em Marketing, e, na “Franco Montoro”, em Gestão Ambiental e Sustentabilidade; MBA em Gestão Empresarial e pós-MBA em Tendência e Inovação. É graduando em Engenharia Química na “Franco Montoro”.

A segunda palestra foi apresentada pelo professor Paulo Marcelo Caetano da Silva, com o tema “Tecnologia de semissólidos”. Docente da “Franco Montoro”, ele é engenheiro mecânico (FEI), doutorando em Engenharia Mecânica pela Unicamp, MBA em Gestão Empresarial (FGV e Universidade da Califórnia Irvine) e especialista em Gestão de Qualidade (FEI – IECAT).

A mesa redonda realizada em seguida às palestras, com debate e discussões sobre os desafios do profissional de Engenharia Química, teve como mediadores os professores Ricardo da Silva Manca e Francisco de Assis Bertini Moraes.

Engenheiro ambiental, técnico em Ciências Ambientais e em Hidráulica e Pneumática, Ricardo Manca é o coordenador dos cursos de Engenharia Química e Engenharia Ambiental da “Franco Montoro”, mestre em Planejamento de Sistemas Energéticos (FEM/Unicamp), doutor em Engenharia Civil na área de Hidráulica e Materiais Especiais (FEC/Unicamp) e, atualmente, pós-doutorando em Hi

dráulica, Recursos Hídricos e Saneamento (FEC/Unicamp), entre outras atividades em áreas correlatas.

Francisco de Assis Bertini Moraes é engenheiro químico pela Unicamp, mestre em Engenharia da Produção pela USP e especialista em Produção de Celulose (STFI, Suécia) e Gestão Industrial (FGV). Acumula vasta experiência em grandes industrias, entre as quais a International Paper, com forte atuação em gestão de processos, segurança do trabalho e processos de melhoria contínua. Liderou implantação de ISSO 9000 e 14000 e há seis anos é professor de Engenharia Química.